Então você quer mudar sua comunidade?

Préfácio

Faço parte da pós-modernidade, cresci junto com internet, e por isso a mistura de dois absurdos me parece uma coisa normal, pois isso faz parte da minha cultura. Escrevi esse texto em passos, no melhor estilo americanóide, em contraponto aos passos em si, que são lentos. Quem sabe, com o primeiro passo dado, os próximos aconteçam naturalmente.

Porém, como são passos, é sempre bom ter calma e paciência, pois Deus vem construindo seu reino desde o começo dos tempos, para Ele a obra já está pronta, mas para nós, ela vem sendo revelada aos poucos, por isso é importante que cada passo seja dado contemplando a paisagem e o caminho.

Então tire as sandálias que o caminho do Senhor, é um caminho santo!

 

☞ primeiro passo:

Discipule, ensine a discipular e seja discipulado.

O discipulado é uma prática de acompanhamento próximo e íntimo com uma ou mais pessoas. Esse acompanhamento visa ensinar a ser cristão, lidar com os problemas da vida e alcançar a graça do Senhor em conjunto.

Para que mudanças aconteçam é preciso estar disposto a se doar e se deixar levar pelo sopro do Espírito. O sopro do Espírito está entre nós, no irmão mais experiente e no irmão mais novo que precisa de ajuda.

Lembre-se que o discipulado é uma caminhada lenta e íntima. Jesus teve 12 discípulos, não queira abraçar o mundo, pois mudanças duradouras são construídas aos poucos, lentamente.

 

☞ segundo passo:

Procure pessoas para trabalhar contigo e seja amigo deles.

É muito importante cultivar a amizade das pessoas. A amizade e a vida deles é muito mais importante do que mudar sua comunidade. Proponha suas ideias e peça ajuda desse grupo. Trabalhando junto você irá desenvolver amizades profundas e provavelmente conseguirá soluções muito melhores do que aquelas que você tinha pensado.

Esteja disposto a ensinar e aprender com todos, pois todo mundo tem algo novo para dizer e para fazer. A troca de ideias eleva a criatividade e faz com que as ações possam ser muito mais ricas e abrangentes.

Lembre-se que toda mudança é frustrante para todos os que estão envolvidos, por isso nunca esqueça das pessoas e de seus sentimentos, nunca desmereça seus sofrimentos, foi por elas que Jesus se sacrificou e ressuscitou e é também por elas que nos sacrificamos.

 

☞ terceiro passo:

Proponha para seu grupo ações pequenas e inteligentes de demonstração do amor de Deus para as pessoas. Dê uma flor, distribua café num dia frio, mostre que o amor de Deus está entre nós em ações pequenas e despretensiosas.

Deus se revela no ordinário, nos lírios do campo, no pastorear das ovelhas, no deserto, no mar e nas estrelas. Não precisamos de grandes coisas para demonstrar afeto e preocupação, só precisamos estar dispostos a amar o próximo, o resto o Espírito Santo faz com prazer.

Pense pequeno, no básico. Não precisamos de shows de impacto com luzes e telões, precisamos de sorrisos e simpatia, amizades e relacionamentos profundos.

 

quarto passo:

Semeie despretensiosamente. Tenha propósitos e não pretensões.

Lembra da parábola do semeador? O semeador simplesmente jogava as sementes, ele não escolheu a terra, não arou o campo, não plantou a semente, não regou, não adubou, não fez nada, só jogou a semente com a esperança que ela germinasse.

Tenha esperança para que surjam os frutos, mas não viva da colheita, viva do semear!

Nunca se esqueça do grão de mostarda! A menor das sementes cresce e se torna a maior das hortaliças com ramos tão grandes que as aves vem se abrigar.

 

por último, uma advertência:

Nunca se esqueça que Deus sabe o que faz e que Ele é muito bom. Não é Deus que escreve em linhas tortas, é a gente que não sabe ler!

Existe uma luta espiritual que interfere diretamente na nossa luta diária. Deus já ganhou essa batalha. Se nossos propósitos estiverem de acordo com o reino de Deus, ninguém será contra nós!

Que Deus nos abençoe!

 

Pósfácio

Escrevi esse texto visando questões práticas, porém não milagrosas. Toda mudança é lenta e pode ser muito dolorosa, por isso calma e paciência são de extrema importância.

Pressuponho que, se você quer mudar sua comunidade, você leia a Bíblia, ore e medite constantemente. As disciplinas espirituais vão te dar base e consistência para ser agente do Senhor na sua comunidade; elas também vão sempre te lembrar que o amor, as pessoas e integridade do corpo são mais importantes que qualquer coisa.

A imagem que ilustra este post é um estudo de luz feito pelo pintor francês Monet

Posted in Artigos and tagged , , , .