Uma reversão gradativa | Devocional C. S. Lewis

Reflexão retirada do livro Cartas de um Diabo a seu Aprendiz, que também faz parte da coletânea de devocionais Um Ano com C. S. Lewis.

O livro Cartas de um Diabo a seu Aprendiz apresenta uma série de 30 cartas de um diabo experiente a seu aprendiz que tenta levar um homem britânico (seu paciente) a condenação. Nessas cartas o diabo com maior experiência orienta seu discípulo com as principais artimanhas que um diabo tem para provocar ao homem a tentação que gere pecado.

Sem título-1

Uma reversão gradativa

Screwtape reitera a sua premissa

NÃO importa as tendências do seu paciente, mantenha-se focado no seu objetivo central. Faça-o começar a tratar o patriotismo ou o pacifismo como parte integrante de sua religião. Em seguida, faça com que ele considere, sob a influência do espírito partidário, essa parte como mais importante. Depois disso, continue a acalentá-lo de forma silenciosa e gradativa, até chegar a religião passe a não significar nada mais do que parte da “causa” na qual o cristianismo é valorizado, principalmente pelos excelentes argumentos que ele é capaz de produzir a favor do esforço britânico de guerra ou do pacifismo. A atitude qual você deve se precaver é aquela em que afazeres temporais sejam tratados primariamente como matéria de obediência. Uma vez que você tenha feito do mundo um fim e da fé um meio, você terá praticamente conquistado o seu paciente humano, e fará pouca diferença que tipo de finalidade mundana ele possa estar buscando. É precisamente neste momento que as panfletagens, as politicagens, os panelaços, as causas e as cruzadas passam a significar mais para ele do que as orações, os sacramentos e a caridade; então ele estará no papo – e quanto mais “religiosos” eles forem, mais seguros estarão em nossas mãos. Eu mesmo seria capaz de lhe apresentar aqui de baixo um montão de casos desse tipo agora.

– de The Screwtape Letters [Cartas de um Diabo a seu Aprendiz]

 

Posted in Artigos and tagged , , , , , , , .
  • Tia do Bátima

    Eita…

    Essa bateu em todo mundo.

  • Jonatha Zimmer

    Né?

    Socão na cara.