Orgulho e a vida com Deus | Devocional C. S. Lewis

cristianismo“Os cristãos têm razão: o orgulho tem sido a principal causa da miséria em todas as nações e em todas as famílias, desde que o mundo é mundo. Outros vícios podem até unir as pessoas. É possível ver companheirismo, descontração e cordialidade entre bêbados ou pessoas desonestas. Porém, o orgulho sempre significa inimizade – ele é inimizade. Inimizade não apenas entre seres humanos, mas contra Deus.

Em Deus, nos deparamos com algo incomparavelmente superior a nós, em todos os sentidos. A menos que você conheça a Deus dessa maneira – e, portanto, se reconheça como um nada em comparação a ele -, simplesmente não conhecerá a Deus. Uma pessoa orgulhosa está sempre olhando os outros de cima para baixo. É claro que, enquanto você estiver olhando para baixo, não terá como enxergar o que se encontra acima de você.

[…]

Como as pessoas que estão obviamente corroídas pelo orgulho podem dizer que acreditam em Deus e parecer tão religiosas? Temo que isso signifique que estiveram cultuando um Deus imaginário. Elas até admitem que não são nada na presença desse Deus-fantasma; porém, na verdade, estão o tempo todo imaginando qual seria a opinião dele sobre si mesmas e como ele deve considerá-las bem melhores do que as pessoas comuns. Ou seja, por agirem com um punhado de humildade imaginária para com esse Deus, demonstram um orgulho desmedido em relação aos seus companheiros. Suponho que eram essas as pessoas que Cristo tinha em mente quando disse que alguns até pregariam e expulsariam demônios no seu nome, mas que, no fim dos tempos, ouviriam que ele jamais os conheceu. E qualquer um de nós pode, a qualquer momento da vida, cair nessa armadilha fatal. Felizmente, temos um teste à nossa disposição. Sempre que achamos que a nossa vida religiosa está nos fazendo sentir que somos bons – e acima de tudo, que somos melhores do que as outras pessoas -, podemos ter certeza de termos sido ludibriados, não por Deus, mas pelo Diabo. A verdadeira forma de saber que se está na presença de Deus é que, ou você esquece-se de si mesmo de uma vez por todas ou se vê como um objeto pequeno e sujo. A melhor opção é realmente esquecer de vez de você mesmo.”

C. S. Lewis – Cristianismo puro e simples In: Um ano com C. S. Lewis

Posted in Artigos and tagged , , , .
  • Tio Lewizão tem uma didática e um estilo simplificador que pretendo conhecer mais e aprender.
    Obrigado por compartilhar :-]