Para a alegria de quem?!

Você não acha o máximo quando alguém te manda um video muito engraçado e que de repente, de tão ruim, tosco, sem noção que é, acaba virando um febre viral na internet? Todo mundo começa de repente a falar nisso… todas as piadas giram em torno disso. Pessoas fazem remixes do video e paródias. Fico feliz que Roberto Gomes Bolanõs (vulgo Chaves) tenha morrido antes de ver essas coisas (ou será que morreu por vê-las?) (Ou se não morreu seria legal se ele fizesse um versão dele do “para nossa alegria heim!)

Tenho acompanhado o processo evolutivo do video “para o nossa alegria” e confesso que achei graça na primeira vez que vi. Você também deve ter achado…

Mas na verdade é muito triste. Não pelo fato de eles terem feito o video e se dado bem (acabaram de ser contratados pela Salluz produções, do Baruc).. mas como nós debochamos da nossa própria falta de bom senso. Sim queridos, esse vídeo na verdade é um espelho onde olhamos a nossa própria desgraça e rimos dela.

Não sei se você já parou pra pensar que a música que eles cantam é evangélica! Poderia ser uma parada evengelística mas não é.. a razão do sucesso é a tosquice absurda. Eu vi uma paródia do Marcelo Adnet do vídeo e fiquei pensando: De quem eles estão zuando afinal? Da gente! de você, trouxa que ri disso tudo e nem para pra pensar em como tudo isso está te engolindo e te representando como cristão.

Ah você acha que estou exagerando?! Estou pegando pesado demais? Pois eu acho que não… na verdade o que estou tentando te dizer é que nosso senso de humor está tão estragado quanto nossa seriedade. Não tem nada de errado curtir um video como esse.. mas transforma-lo em uma atração de T.V e em projeto musical? Isso não pode ser sério.. Se for então me dê logo um nariz de palhaço por que acho que estou do lado errado…

Estou preparado para ouvir, daqui a pouco, alguns pessoas dizerem que isso é uma benção. Que mais uma porta se abriu para o evangelho. Essas pessoas merecem tudo isso que está acontecendo mesmo. Cantores ruins mas engraçadinhos fechando contrato com gravadoras enquanto os bons padecem no ostracismo. Versão ruins de músicas piores ainda (entenda como “versão ai se eu te pego gospel” do Michel Teló.) tocando por ae enquanto belas canções de compositores sérios jamais serão ouvidas. Apóstolos transformando o evangelho em lixo para ter luxo, pregando o morte da cruz enquanto discípulos pregam o Cristo do lixo, do pecador, do humilde.. que precisa carregar a cruz para seguir o mestre…

Mas ninguém quer saber do evangelho. Todos estão a fim mesmo de rir. Se embriagar de bestialidades para não ver a verdade. Que venham mais bizarrices e quem nos inundem com sua graça… pois a graça de Cristo não é nem tosca nem para nossa alegria..

Posted in Artigos and tagged , , , .
  • Fabrício

    Eu concordo e discordo ao mesmo tempo.

    E discordo porque no meio dessa “palhaçada” toda, eu entendo que Deus está chamando a muitos para escolher os poucos. É por isso e só por isso que ele permite tanta apostasia nos dias de hoje, alias, apostasia que TEM que acontecer para que se cumpra as profecias para a volta de Jesus. E como quero que Jesus volte logo, se for da vontade Dele, nos preparemos pra coisas piores ainda.

    Agora com relação a contratação em si, não sei o que vai sair disso, mas gosto muito do Baruk, na pior das hipóteses eles estão em boas mãos, inclusive tem uma entrevista que ele fez com os dois, e mudou um pouco a minha maneira de ver a situação toda. O que saiu no vídeo foi algo inesperado, eu acho que realmente o rapaz estava soltando o “vozerão” e a mãe sinceramente não enxergou talento naquilo, causando toda a reação, pois pra mim a reação mais engraçada foi a da mãe, mas acho que foram sinceros no que estavam fazendo. Vale a pena ver o vídeo dessa entrevista que citei, pois a “avacalhação” toda está vindo dos que não tem Jesus no coração, e para esses qualque situação, isso será feito.

    Mas entendo a posição do texto, mas eu tenho compaixão por essas pessoas, que se não forem escolhidas, se não desejarem ser escolhidas, o fim delas será triste ao ouvir “Apartai-vos de mim, não vos conheço”, e por isso tenho misericórida e oro por eles, tudo isso faz parte da nossa Cruz.

  • http://sararj.zip.net Sara 8:)

    Vou até falar em línguas pra agradecer esse texto. Mentira. Vou falar só em português mesmo. Nem todo mundo é idiota. Amém.
    A palhaçada já foi longe demais, pra nossa tristeza.

  • Eduardo

    Sabe quando você faz algo bobo e todo mundo dá aquela risada, se diverte e passa. Talvez não seja a sua intenção ser engraçado, mas foi de uma certa maneira. Num primeiro momento é o que acontece com o vídeo. Uma brincadeira, todo mundo riu, se divertiu. O meio não-cristão está zoando, estendendo o assunto? Claro, o assunto deu audiência, alguém vai querer se aproveitar, sendo uma música cristã ou não. Por um lado entendo a posição de quem se entende chateado é ver o que ama profundamente sendo debochado publicamente e isso é duro de entender. A questão de assinar contrato com uma gravadora é no mínimo estranho. Ninguém sabe o que os motivou a fazer isso, a não ser eles mesmo. Interesse comercial, divulgação, se viram algum talento?? Essa resposta só eles tem. Como cristão que entende que devemos valorizar o talento dado por Deus, fico perplexo. Talvez tudo isso deveria ter sido como aquela coisa boba. Aconteceu, todo mundo se diverte e só.

  • Tiago Bressan

    E aee Dani, não costumo comentar posts, mas nesse gostaria de dar um pitaco. Concordo com sua linha de pensamento, sobre a representatividade do evangelho, etc. Mas como publicitário, entendo que o que fizeram com esses dois garotos, a Salluz, programas de TV etc, representam apenas negócios, business, e em um país capitalista em que vivemos, isso é o mais correto a se fazer quando visa-se lucro. Como música e representatividade do evangelho, acho td isso um lixo, mas como oportunidade de negócios, no caso da Salluz e da Pepsi, foram geniais. Agora sobre o questionamento se isso é “inteligente” ou não, é outra discussão, é Brasil!
    Abs!

  • http://www.dannidistler.com Danni Distler

    sim mano! concordo.. são negócios… meus comentários se referem ao dois pontos básicos: a questão de como isso (esse produtos) tem representado nossa “cultura cristã” aos olhos do mundo (pq sei que aos olhos dos crentes tem algumas poucas boas representações). O segundo ponto é a falta de transparência quando se afirma algo sobre esse produto (no caso o trio do video) Tudo bem, a pepsi foi até transparente.. mas o Baruk em sue video entrevista, forçou demais a idéia de que eles (o trio) estão resgatando os valores daquela música e que o autor e deve estar muito feliz… sim feliz de fato pela quantidade de acessos e tal…alé de fato de ele próprio ter gravado recentemente a com isso postado video como títulos como “a versão real do dos galhos secos” e tal.. sejamos francos quando fizermos negócios pq defender isso em nome de Jesus é complicado… nesse ponto admiro o Latino que disse que gravaria em breve em cd de música gospel para “ganhar” uma fatia desse mercado. Até agora, ao meu ver, o mais honesto artista “gospel” :)
    Obrigado por compartilhar! Abraço

  • http://christendoom.blogspot.com.br/ Anderson Corrêa

    Bom vamos lá… Acho q o vc sentiu com o vídeo, eu tb senti (sem nem mesmos tê-lo visto – pasmem, é verdade…) Uma pena o fato das pessoas (cristãs ou não) valorizarem algo tão tolo (me desculpem os que apreciaram o video). E é assim com td tipo de coisa no Brasil, não só na internet… Talvez a internt seja a “vitrine” mais acessível para essas bobagens. Dizer q isso “leva o evangelho” é bobagem. Não acho nem um pouco relevante. Agora o q mais me intriga é a motivação disso td. me lembro de algo que dizia Platão: “O sábio fala porque tem alguma coisa a dizer; o tolo, porque tem que dizer alguma coisa.” Acredito q seja essa a motivação. E não é para nossa alegria.

  • http://www.metanoiaindutiva.com/ Cris Alves

    É exatamente isso que penso desse viral, que virou meme brasileiro e no fim das contas nem tem tanta graça assim. Rimos da piada que somos, ou que aparentamos ser. e lembrou um artigo do meu blog há muito tempo, que foi polêmico por falar exatamente disso:

    “Mas, amigos e amigas, muita atenção ao seguinte: Será que nos tornamos tão estúpidos… a ponto de não percebermos quando algo é uma sátira? Porque hoje esses crentes que deveriam defender aquilo que acreditam, e saber que existe hora de falar sério são a própria platéia! Vão ali e participam, simplesmente humilham a si e passam para qualquer pessoa que ver aquilo um atestado de burrice! ”

    http://www.metanoiaindutiva.com/2010/01/era-da-estupidez.html

    Deus abençoe! Obrigada por compartilhar a palavra e que continuemos crescendo na Palavra de Deus!

  • Joao

    O Chaves não morreu! Usa o google antes, lesado

  • http://www.dannidistler.com Danni Distler

    lesado é vc que não percebeu que eu não disse no texto que o chaves morreu, mas usei da notícia fake justamente para ironizar. Leia atentamente o texto! “Fico feliz que Roberto Gomes Bolanõs (vulgo Chaves) tenha morrido antes de ver essas coisas (ou será que morreu por vê-las?) (Ou SE NÃO morreu seria legal se ele fizesse um versão dele do “para nossa alegria heim!)..

    Desculpa se minha ironia foi complexa demais para vc.